quinta-feira, 30 de agosto de 2012

VÍDEO PROMOCIONAL NOITE DE TALENTOS 2012

video

sábado, 25 de agosto de 2012

Nick Vujicic, evangelista cristão que não tem braços e pernas, anuncia que será pai: ‘Deus é muito bom’





Nick Vujicic, evangelista cristão que não tem braços e pernas, anuncia que será pai: ‘Deus é muito bom’
O palestrante motivacional evangélico e evangelista Nick Vujici, conhecido mundialmente como um exemplo de superação, por não ter braços e pernas, anunciou recentemente que será pai.
Casado desde fevereiro desse ano, Vujici anunciou pelo Facebook a gravidez de sua esposa, que está no 13º mês de gestação, segundo o The Christian Post.
- Minha esposa e eu estamos esperando!!! Estamos na 13° semana de gravidez!! Deus é muito bom!! – escreveu o evsngelista em sua página da rede social.
O evangelista nasceu com uma síndrome de tetra-amelia, uma desordem rara caracterizada pela ausência dos quatro membros (braços e pernas).
Pela forma que encara sua deficiência, Nick se tornou um exemplo de superação e sua fé e confiança em Deus já inspiraram a muitos, sendo convidado a dar palestras por todo o mundo falando sobre o papel vital de Deus no modelar e renovar de sua vida, que era cheia de depressão e amargura.
Autor de “Vida Sem Membros”, o cristão se casou com Kanae Miyahara, na Califórnia e, mesmo sem braços e pernas, já realizou feitos que muitos não fizeram, como surfar na praia de Waikiki, conduzir uma orquestra de 60 instrumentos, ir aos bairros pobres da Índia e Egito, ou realizar acrobacias de circo para um filme de Hollywood.
Redação Gospel
+

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

MÚSICAS CONCORRENTES DA 7 ª NOITE DE TALENTOS



Músicas classificadas para apresentação na 7ª NOITE DE TALENTOS  às 20:00 horas , lembrando que às 19:00 horas todos os concorrentes deverão se apresentar à comissão organizadora para confirmar presença de todos os intérpretes e maiores informações sobre o evento.Será desclassificado o concorrente que não estiver presente na reunião coma comissão organizadora  que começará ás 19:00 horas . 
Tendo em vista o horário do show da banda Quatro por Um , a Noite de Talentos começará impreterivelmente  às 20:00 horas e todos os concorrentes deverão manter instrumentos afinados pois conforme regulamento o fato de afinar instrumentos no palco poderá levar o concorrente a perder de 05 a 10 pontos na nota final.

Intérprete
Música
Compositor
Banda Gênesis IX
Viagem
Washingtom Miquéias

Fágner Cardoso
Aos teus pés
Fágner Cardoso

Saulo Ferreira Rocha
Eu quero me apaixonar de novo
Saulo Ferreira Rocha

Banda Overdrive
Minha Salvação
Jeferson Cordeiro

Banda CPJ
Acordar em Tua presença
Heberton e Jelleuys


Renderson e
Marília
Cuidado de Deus
Hilton Lésllie


Euller Pires
Vou além
Euller Pires

Ministério de Adolescentes IBNT
Eu Reconheço
Otho Magalhães


Walyson Lopes da Silva
Falsos Eu’s
Walyson Lopes da Silva

Jady Siqueira
Passando pela prova
Helbert Calebe Pereira

Hilton Lésllie de Oliveira
Sacrifício Vivo
Hilton Lésllie de Oliveira





A ordem das apresentações será definida por sorteio realizado pela comissão e será  divulgada nesse Blog dia 30 de agosto. 

Olimpíadas Rio 2016: Gay e espírita por decreto




REDAÇÃO GENIZAH


Como se já não bastasse o Brasil estar sendo vendido como polo de turismo gay com a chancela oportunista de alguns evangélicos proeminentes, que ao definir apoio eleitoral querem rechaçar o candidato do kit gay em São Paulo, mas apoiam o candidato da propaganda gay no Rio de janeiro...

Temos agora de aturar propaganda da umbanda na cerimônia de encerramento dos Jogos olímpicos londrinos.

Por decisão das autoridades olímpicas brasileiras, o país foi apresentado ao mundo como o país do futebol, samba e da macumba – a tônica das performances de Pelé, Marisa Monte com uma homenagem a rainha do Mar e Seu Jorge.

No encerramento também não faltaram homenagem a mulher (fruta) brasileira, a capoeira, maracatu, etc.

Tudo muito lindo e até legítimo. É a cultura nacional. 

Contudo, concernente à questão religiosa,  alguém precisa explicar:

- Por que a religião da minoria (se é que alguma precisa ser representada em um evento olímpico) é a que representa a imagem do país?

- Para onde foi aquele discurso agressivo, preconceituoso contra os evangélicos, quando os jogadores da seleção de futebol (olímpica e profissional) exibiam a sua religiosidade? Naquela ocasião, os mesmos que oferecem esta ode à iemanjá, diziam que tais manifestações religiosas não tem lugar no esporte ou em espetáculos que representam o país... Como são as mesmas autoridades esportivas que tomaram uma decisão e outra, pergunto: Vender o Brasil como um país de misticismo, turismo sexual gay e macumbaria pode, mas permitir que os meninos do futebol façam uma oração em campo após a vitória, não pode.

 Pode isto, Arnaldo?






Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz24P7AC21H
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

Bob Esponja é Gay! Afirma estudo europeu




Comissão da moral ucraniana analisou algumas das principais séries de animação exibidas no país para propor a proibição daquelas que ameaçariam as crianças






O popular personagem de animação Bob Esponja é homossexual, aponta um estudo elaborado pela Comissão Nacional sobre assuntos para a defesa da moral ucraniana citado nesta quarta-feira pelo jornal local "Ukraínskaya Pravda".
A Comissão analisou algumas das principais séries de animação que estão na grade televisiva do país para propor a proibição daquelas que representam "uma ameaça real para as crianças".
De acordo com este estudo, séries como "Os Simpsons", "Uma Família da Pesada", "Pokemon", "Teletubbies" e "Futurama" são "projetos especiais dirigidos à destruição da família e à propaganda do vício em drogas".
Desta forma, essas animações representariam "um claro exemplo de propaganda do sexismo", segundo o artigo publicado em um dos principais jornais ucranianos.
Para a psicóloga Irina Medvédeva, citada pelo estudo, as crianças com idades entre 3 e 5 anos que assistem essas séries "tendem a imitar os trejeitos dos personagens e a fazer brincadeiras diante de adultos que não conhecem".
Neste sentido, Irina aponta que a série "Teletubbies", por exemplo, segue "a criação proposital de um homem "subnormal", que passa o dia todo diante da televisão com a boca aberta e engolindo qualquer informação", conforme a "psicologia dos perdedores". 


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz24OvQD1HD
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Não Olhe para Trás




Carlos Moreira


“Não olhava para trás, porque olhar para trás era uma maneira de ficar num pedaço qualquer para partir incompleto”. Caio F. Abreu

Há duas coisas que eu julgo importantes na vida: estar sempre com os olhos no horizonte e manter os pés plantados no chão. Aprendi que olhar para o infinito mantém viva minha necessidade de sonhar, de crer, de me projetar para o inusitado, em busca do novo, do desconhecido, da aventura.

Mas foi depois de algum tempo que entendi que a existência só se torna real quando as marcas de nossos pés ficam esculpidas no chão da terra. Sim, tem de haver rastros em nossa vida, trilhas em nossa história, caminhos em nós – uns construídos para dentro, em busca de quem somos, outros, para fora, para materializarmos o que seremos.

No meu pragmatismo, construí uma dialética sobre esta questão. Ela afirma que eu devo sonhar, mas sem muita divagação; acreditar, mas sem me perder na ilusão; almejar, mas apenas aquilo que pode ser alcançado; desejar, tudo o que possa fazer de mim alguém melhor. Sim, entendi que devo dar asas aos meus olhos, para que eles voem como os pássaros, mas raízes aos meus pés, de tal forma que sejam firmes como as árvores, assim terei a possibilidade de ser livre para pensar e firme para realizar.

Preste atenção a este relato: “...um deles disse a Ló: "Fuja por amor à vida! Não olhe para trás e não pare em lugar nenhum...””. Gn. 19:17

O texto é bem conhecido. Ló era parente de Abraão e havia saído com ele de Ur dos Caldeus na saga de encontrar Canaã, a Terra Prometida. Depois de certo tempo, eles se separaram, e Ló veio a habitar em Sodoma, uma das cinco cidades-estado do Vale de Sidim, no Mar Morto, um lugar descrito como paradisíaco.

Naquele local, Ló, sua esposa e mais duas filhas tentaram se estabelecer. Contudo, aquela metrópole, em especial, tinha uma série de problemas, conforme o Relato de Ezequiel 16:47-50, onde Sodoma é descrita não apenas como um lugar onde a imoralidade era prevalente, mas também como um local onde imperava a ganância, a ociosidade e a arrogância, além de um profundo desprezo pelos pobres e necessitados.

Aparentemente, Ló tentou alertar as pessoas sobre seu modo frívolo de viver, conforme o capítulo 19:9 de Gênesis, onde vemos a população afirmando que ele, como um forasteiro, não podia ali se constituir juiz. Mas, fato é, tornou-se impossível conviver naquela sociedade sem se impregnar com seus valores e práticas. Por isso, é muito provável que parte da “cultura de Sodoma” tenha se instalado não só na consciência de Ló, mas também em sua alma.

Por aqueles dias, dois seres espirituais visitaram Sodoma, e avisaram a Ló de que a cidade seria destruída, tamanha era a sua perversidade. O relato está descrito no texto que citei acima. A degradação social e moral de Sodoma havia chegado a um ponto tal que ela acabou sendo entregue a sua própria sorte, tendo sido destruída por uma “chuva de fogo e enxofre”, conforme o relato bíblico, talvez algo ligado a uma erupção vulcânica.

Curioso, entretanto, é o fato de Ló, mesmo tendo sido avisado de tudo o que sucederia, ainda demonstrar tanta dificuldade em sair da cidade. Bem dizer, isso só aconteceu porque os seres espirituais, literalmente, o arrastaram para fora com a família.

Há três aspectos que julgo interessantes no texto e que me remetem ao modo como as pessoas vivem em nosso tempo. O primeiro está na expressão: “fuja por amor a vida”. Ora, a exclamação denota a dramaticidade da situação. Estava claro que aquele homem estava indeciso, inseguro, que havia amarras existenciais que o prendiam aquela cidade.

A questão ali era: como deixar para trás casa, mobília, trabalho, e tudo o que eles haviam construído no período em que ali habitaram? Era uma cisão traumática, abrupta, não obstante, necessária.

Não raro encontro gente que está presa a coisas, lugares, relações, patrimônio, “heranças” das mais diversas. Elas precisam cindir com o passado, abandonar, partir, colocar o pé na estrada e ir, mas ficam relutando e, por vezes, “morrem em Sodoma”, presas a estacas existenciais que não podem ser removidas do chão da terra. 

Em segundo lugar, aparece a citação: “não olhe para trás”. A expressão tem duas conotações: 1- tudo o que havia ficado ali estava por ser destruído e era mais do que certo que ver o fruto de uma vida virando “cinzas” não seria algo bom para a alma; 2- a proposta agora era olhar para frente, para o novo, era lançar-se pela fé na certeza de que Deus proveria tudo o que fosse necessário para o restabelecimento da vida.

Desgraçadamente, contudo, tenho visto que em tais circunstâncias, já se instaurou em nós uma espécie de vício psicológico que nos aprisiona ao passado, nos faz sempre olhar para trás e lamentar, é uma nostalgia pelo que já se foi, uma melancolia masoquista que para nada aproveita a não ser gerar feridas no coração e tristeza no ser.

Por último, aparece mais um conselho: “não pare em lugar nenhum”. Esse era mais um desafio: caminhar até que os pés pudessem, enfim, descansar de toda fadiga da vida. Há muitas coisas atrativas quando se está caminhando, muitas das quais roubarão nosso objetivo de chegar a um lugar seguro. Portanto, lembre-se: siga até discernir que você está onde deve ficar.

Há situações em que não adianta apenas partir, é preciso ir o mais longe possível, afastar-se em definitivo, romper totalmente. Sim, só se deve parar quando o “lugar” for apropriado, quando as circunstâncias apontarem que ali se pode lançar alicerces, criar raiz, fincar novamente a vida no solo que permitirá que sementes sejam plantadas para que frutos sejam colhidos, frutos de graça e misericórdia.

Em minhas andanças pela vida, tenho visto muita gente presa a “Sodoma”. Outros tantos fugiram de onde estavam, mas não o suficiente para reconstruir uma nova história. Há os que mesmo seguindo, sempre olham para trás, não conseguem se esquecer daquilo que já se instalou no ser como consciência prevalente, como sentimento pulsante ou vício psicológico.

Aqui e ali encontro gente assim. Eles estão sempre amargurados, dando algum palpite sobre o que você faz, como faz ou porque faz. São mestres aos seus próprios olhos, sabem de tudo, mas não aplicam nada a vida de tal forma que ela se torne relevante. Esses sempre vivem do que já foi, exibem seus currículos cheios de feitos do passado, mas, tragicamente, calcificaram-se na existência real e atual. Para estes, deixo aqui o meu recado...

Enquanto você fica me criticando, teoriza sobre o que penso, falo ou escrevo e imagina como seria fazer de uma outra forma, ou sonha que poderia ser diferente, enquanto você está no seu conforto, com suas questiúnculas, se afogando em seus próprios sofismas, envelhecendo sem se gastar, amontoando discursos que nunca proferirá, eu daqui vou fazendo acontecer, vou realizando do jeito que dá, do jeito que sei, da forma como aprendi, no peito e na raça, na fé e na coragem, na ousadia e com boa consciência.

Sim, enquanto você fala eu faço, enquanto você critica eu empreendo, enquanto você aponta o dedo eu estendo a mão, enquanto você filosofa sobre o amor eu o encarno. Mas eu quero lhe dizer algo: quando você tiver o tempo que eu tenho na estrada da vida, e seus pés  sangrarem o tanto quanto os meus, quando tiver despencado de todas as janelas e beijado a lona como eu beijei, e quando você largar a sua retórica tola e a sua empáfia fajuta, caminhar pelo caminho que eu caminhei e cometer os erros que eu cometi, nas circunstâncias que os cometi, então sentarei com você a mesa, beberei do cálice da alegria e celebrarei a vida com gratidão ao seu lado.

Mas, até lá, meu "mano", entre nós está o céu e a terra, e o Juiz a porta, para julgar a cada homem segundo aquilo que ele tiver realizado em vida e pela vida, nem mais, nem menos, simples assim... Portanto, enquanto você só existe para olhar para trás, deixe-me continuar seguindo em frente, pois, saiba, esse é o meu destino, essa é a minha sina.  Muito prazer: Carlos Moreira.


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz24JSfaKwT
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Quatro por Um na Noite Gospel 2012


Quatro Por Um




Está confirmado o Show da Banda Quatro por um em Turmalina no dia 06 de Setembro , o show acontecerá  às 22: 30 horas , logo após a NOITE DE TALENTOS (Festival de Música Gospel).
A Noite Gospel tem feito parte da programação das  últimas edições do Festur (Festival da canção de Turmalina) e grandes nomes da música gospel já passaram pelo evento, entre eles : Mattos Nascimento,Daniel e Samuel,Carlinhos Félix, Álvaro Tito e David Quinlam . 
A banda Quatro por Um alcançou destaque com as músicas : diante de ti , cinco pães e dois peixinhos, um chamado, adorar a Deus,hoje ,saudades e outras lindas canções que fazem da banda uma das maiores do mercado gospel.  O som do grupo?" Vamos lá... o estilo é pop, com guitarras e violões nos lugares certos; uma bateria dinâmica, mas sem exageros; teclados versáteis; e agora com um novo vigor no vocal com o Klev". Klev é dono de uma belíssima voz também, tudo que canta fica bonito, é um cara super musical", atestam. Pra quem não sabe, Klev viveu um milagre, praticamente ressuscitou após contrair leptospirose e ser desenganado pelos médicos.
Será realizado o Festival de musica gospel ( Noite de Talentos) na abertura da Noite Gospel e 
as inscrições para a NOITE DE TALENTOS 2012 estão abertas e se encerram no dia 20 de agosto, O candidato que deseja se inscrever deverá conferir regulamento e enviar material para o seguinte endereço: rua do trevo ,235, Campo,  cep: 39660000. O festival está em sua sétima edição e pela segunda vez consecutiva está sendo realizada na abertura da Noite Gospel do Festur.


Biografia da Banda Quatro por Um:
Em 2003, amigos com a mesma ideologia se uniram e gravaram um CD... Bem, esse mote parece clichê, e provavelmente você já ouviu essa história em algum lugar. Mas, por mais que pareça, não é o principal fato na formação da Banda QUATRO POR UM. Na época, Emerson Pinheiro (teclados e vocal), Marcus Salles (baixo e vocal), Valmir Bessa (bateria e percussão) e Duda Andrade (guitarra, violão e vocal) queriam muito mais do que tocar e cantar juntos: conduzir jovens e adolescentes a um compromisso sincero com Deus. E nada melhor que mostrar isso através do louvor e da adoração. Atualmente, em nova formação, com Bruno Santos (teclados) e Klev Soares (vocal) - Pr. Emerson Pinheiro e Marcus Salles não fazem mais parte da banda. 

Os quatro rapazes já eram músicos profissionais há algum tempo. E conhecidos no mercado gospel por participação em CDs de vários cantores. Emerson Pinheiro, inclusive, como produtor musical e arranjador (assina sempre os trabalho de Fernanda Brum, sua esposa, como também do Voices). Por isso, estarem juntos não foi algo tão fácil, nem uma decisão tão simples, assim. Eles tiveram de abrir mão de alguns compromissos para dar inicio a este ministério em comum. Entrar em rotina de ensaios e apresentações fez com que muita coisa na agenda dos músicos fosse mudada. Em 2006, incluisve, devido aos muito compromissos, Emerson decidiu deixar a banda. 

Na produção musical, todos os componentes do QUATRO POR UM  sempre participam ativamente. E essa filosofia democrática se mantém em todo o desenvolvimento do trabalho. Até mesmo no mais recente álbum UMA VOZ, que marca a estrea do novo vocalista e teve produção assinada pelo cantor e pastor Kleber Lucas. 

Em seu primeiro trabalho, QUATRO POR UM, destaque para as músicas 'Adorar a Deus', 'A Minha Esperança' e Amizade'. Outro detalhe é que todas as faixas são de autoria da própria banda, exceto 'Abre os Olhos do Meu Coração' , que é uma versão, e 'Guerreiro do Amor', de Pedro Braconnott (ex- Rebanhão). A banda também assinou a produção de seu segundo CD, DE VOLTA À INOCÊNCIA, e não se importou com modismos ou tendências para escolher o repertório, o único critério obedecido foi o direcionamento de Deus. E por isso, DE VOLTA À INOCÊNCIA apresenta uma grande diversidade de temas e ritmos.

Em 2006, veio o CD UM CHAMADO, com a nova formação da banda sem Emerson Pinheiro. A faixa título do CD fala do chamado de cada pessoa que serve a Cristo e da importância de seguir em frente, mesmo em meio aos problemas. O álbum recebeu, no final de 2007, Disco de Ouro certificado pela ABPD (Associação Brasileira de Produtores de Discos). 

Em 2008 o grupo lançou em meio a agenda cheia, com apresentações no Brasil e no Exterior, trabalho social com jovens, e um ritmo acelerado de trabalho, o CD Enquanto Houver Fôlego, quarto pela MK Music. Este trabalho chegou em clima de comemoração com a chegada do novo componente, o tecladista Bruno Santos que, além de tocar, também estreou como compositor com as canções 'Minha Razão' e 'Enquanto Houver Fôlego' - esta última, feita em parceria com Valmir Bessa (baterista). 

E agora, em 2009, crendo que em Jesus Cristo somos mais que vencedores ontem, hoje e sempre, o Quatro por Um lança o CD HOJE, seu quinto álbum pela MK Music, comemorando sete anos de existência do grupo. Hoje é considerado por eles o CD mais maduro do grupo. "A gente tem sempre que crescer espiritualmente e musicalmente. Esse CD está mais no estilo do Um Chamado (lançado em 2006), com baladas muito legais, mas tem também o rock, que a gente gosta de tocar. Está muito bacana", atesta Salles, vocalista, contra-baixista do grupo e pastor de jovens da igreja Projeto Vida Nova de Campo Grande. 

De acordo com o grupo, 99% das músicas que compõem o disco são deles, e não há versão desta vez. Em apenas cinco dias de estúdio, todo o esqueleto do disco estava montado e as bases gravadas. Tudo isso é resultado de muito trabalho e dedicação ao longo desses anos de estrada. "Ser banda não é fácil, porque são cabeças de quatro pessoas diferentes. Apesar de termos o nosso foco, e sabermos o que cada um faz na banda. Cada um tem a sua essência, tem a sua história na música", afirma Duda. 

Em dezembro de 2010, UMA VOZ - o sexto CD da banda Quatro por Um pela MK Music - chegou às lojas. O álbum, marca uma nova fase do grupo com o retorno do tecladista Bruno Santos (ficou um ano fora da banda) e a estreia do novo vocalista, Klev Soares. Para todos os integrantes, Klev chegou para somar. "Ele tem um testemunho lindo, uma vida cheia de experiências com Deus. 

Além do novo vocalista, fato que faz uma grande diferença no trabalho da banda, outra característica no CD Uma Voz que deve ser destacada é a inclusão de um grande nome na produção musical: Kleber Lucas, que assina os arranjos em parceria com o Quatro por Um. O trabalho fluiu em clima de muita amizade, companheirismo, mas principalmente, profissionalismo. Com essa soma de talentos, o resultado não poderia ser melhor. “Foi muito bom trabalhar com o Kleber. Ele é uma pessoa incrível e um músico completo. Fez uma produção de excelência, com total dedicação ao projeto, preocupando-se com os mínimos detalhes. Realmente o Kleber mergulhou de cabeça nesse CD”, afirma a banda


PREMIAÇÕES E CERTIFICAÇÕES:


Quatro Por Um

Álbum: Um Chamado
Gravadora: MK Music 
Ano: 2007
DISCO DE OURO

Quatro por Um
Álbum: De Volta a Inocência
Gravadora: MK Music 
Ano: 2005
DISCO DE OURO



A (eterna) carta de um pai para sua filha



Encontrei esta preciosidade garimpada do caderninho da minha tia Marline. Ela, talvez com seus 16 a 18 anos, dedicou um caderno às mensagens de outras pessoas. Esta foi a primeira, escrita pelo Vô Benjamim, que tinha então 58 anos. É uma riqueza!
 
Incrível como todo pai e toda mãe perguntam por seus filhos: "O que será deste menino/a?". Mesmo depois de adultos, continuaremos a perguntar isto a respeito de nossos filhos e nossos pais a respeito de nós.
 
Creio que - em certa medida - é esta também a “pergunta” que Deus faz a respeito de cada filho seu. Pois, na verdade, não é tanto uma pergunta, mas uma expressão de suas melhores intenções para com o/as filho/as, uma torcida!
 
Reproduzimos abaixo a carta, que expressa os sentimentos de um pai, pastor, para com sua filha no final da década de 50.
 
Campos dos Goytacazes (RJ), 29 de março de 1958.
 
Marline, minha filha:
 
Uma geração vem, e outra vai...
 
A vida, de madrugada cresce e floresce: à tarde, corta-se e seca, como a erva...
 
Quando me acodem reminiscências da mocidade e da meninice, nos dias de hoje, tenho a impressão nítida de que tudo foi ontem e que ainda sou jovem e menino! Entretanto, a realidade é que já estou no declínio e os filhos estão todos crescidos. Você, agora, é uma moça viva, alegre. Mas irá igualmente pelo caminho da terra. Mais um pouco, sua mãe e eu passaremos. Ficará você. E... provavelmente outra mocinha, minha neta, reservará de outro álbum uma folha, escrevendo, a lápis, lá em cima: “Mamãe”...
 
Eu então estarei no Céu, para onde já foram papai e mamãe e todos os meus irmãos homens. Mas, francamente, teria vontade de, nessa época (se Cristo ainda não tiver voltado, é claro), ressuscitar e vir ver a Terra de novo, se bem que só algumas horas. Sabe para quê? 
 
Para verificar se minha filha é feliz, se anda na vereda do Senhor, se é membro ativo da Igreja, se está casada com homem sinceramente cristão, se educa os filhos no Evangelho de Jesus, se ama e respeita as Escrituras, se perpetua o nome e as tradições dos pais...
 
Cada década, cada guerra, cada revolução, cada descoberta gera no mundo outra mentalidade, outra atmosfera, outra modalidade de pessoa, de sentir, de viver e de julgar. Às vezes de mal a pior. Já é naturalíssimo, por ex., em certos meios cristãos, que a moça fume, frequente bailes, ande com roupas masculinas, e, até, seja impura. Cristo, porém, Marline, é o mesmo ontem, hoje e eternamente; e, se se acabam preconceitos e se alteram costumes e juízos sociais, porque tudo evolui e se modifica, todavia os princípios da moral, decência e os postulados da consciência cristã permanecem insolúveis para aqueles que em comunhão com Jesus, têm “a mente de Cristo”.
 
Este conselho, tome-o para toda a vida: despreze as opiniões alheias, quando consultado o Pai celeste, tiver certeza da Vontade de Deus na sua vida.
 
Benjamim L. S. César

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Pastor afirma ter sido orientado pelo Espirito Santo a curar fiéis com chutes e socos




Pastor afirma ter sido orientado pelo Espirito Santo a curar fiéis com chutes e socos
O pastor Todd Bentley, líder da Fresh Fire Ministries, com sede em Lakeland, na Flórida, é conhecido por adotar métodos não ortodoxos de cura e liberação. Bentley afirma curar doenças que afligem seus seguidores com socos e chutes na cara.
Em um vídeo pulicado no YouTube o pastor, de 36 anos, explica sobre alguns dos casos em que ministrou a cura sobre os fiéis com socos e chutes.
- Assim que minha bota tocou o nariz dela, ela se sentiu sob o poder de Deus – afirmou sobre uma fiel ao site americano “Huffington Post”. Em vídeo, ele afirma ainda ter curado um homem de câncer e uma fratura no osso externo dando socos no peito dele.
Ex-integrante do grupo de motoqueiros Hells Angels e ex-viciado em drogas, o pastor, que é canadense, começou a receber atenção internacional quando se tornou uma figura chave do chamado Reavivamento de Lakeland, um movimento cristão originado na cidade da Flórida na primavera de 2008.
Por causa de suas polêmicas, o religioso está sendo impedido de fazer uma turnê no Reino Unido. Organizações e autoridades inglesas estão querendo barrar a entrada do pastor no país. De acordo com o “Daily Mail”, diversas organizações de cidadãos ingleses estão pressionando autoridades a impedir a ida de Bentley e seus métodos violentos ao país.
O congressista Malcom Wicks é um dos líderes políticos que defende o impedimento do pastor de entrar no Reino Unido, segundo informações do G1.
- A visita dele não causaria nada além de ferimentos – disse o congressita à secretária de Estado, Theresa May.
Redação Gospel+

Igreja perseguida: adolescente cristã é sequestrada, violentada sexualmente e obrigada a se casar com muçulmano




Igreja perseguida: adolescente cristã é sequestrada, violentada sexualmente e obrigada a se casar com muçulmano
Mais um caso de violência contra cristãos no Oriente Médio, desta vez, uma adolescente cristã foi sequestrada, agredida sexualmente e obrigada a se casar com um muçulmano. A barbárie aconteceu no Paquistão, na cidade de Chunian, há aproximadamente um mês, a garota ainda foi obrigada a assinar um documento declarando que se convertera à religião islâmica.
Segundo informações da família da jovem, cujo irmão é pastor evangélico, ela ainda é menor de idade. No Paquistão, por lei, não é permitido o casamento de mulheres menores de idade, porém, de acordo com declarações dos cristãos locais “a família do sequestrador é rica, poderosa, e ignoram a lei”.
Apesar de a polícia paquistanesa ter recebido a denúncia do crime não foi realizada investigação para averiguar o ocorrido, mas, deliberadamente apresentaram ao tribunal um relatório certificando que a adolescente é muçulmana e casou legalmente.
O presidente da Associação Evangélica de Desenvolvimento Jurídico, Mustaq Pastor Gill, revelou que este tipo de prática, o de conversão forçada, é bastante comum no Paquistão, e que as minorias religiosas, como as cristãs, principalmente localizadas nas zonas rurais são os principais alvos dos muçulmanos. Ainda segundo Pastor Gill, ocorrem aproximadamente mil casos por ano em todo o país.
Redação Gospel+

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Refletindo sobre a questão do talento




            Clarice Lispector disse que “vocação é diferente de talento. Pode-se ter vocação e não ter talento, isto é, pode-se ser chamado e não saber como ir”. É difícil definir o talento. Alguém disse que “talento é escrever com a mão certa”. O problema é que vivemos no mundo da mentira técnica, o fazer sem ser, a profissionalização do banal, o que faz com que, como diziam os antigos,“em terra de urubu diplomado, sabiá não cante”. Tem gente escrevendo com a mão errada...

            Vamos refletir sobre algumas características fundamentais do talento:

            Talento diferencia. Compor uma música incrível e outra não, é fruto do talento. Pintar uma tela é diferente de gerar uma obra de arte. O talento faz a distinção entre a pintura sem arte e a arte de pintar. Dois atores podem decorar as mesmas falas, mas apenas o talentoso faz a plateia se emocionar. Dois humoristas podem contar a mesma anedota, contudo, somente o talentoso é capaz de reinventar o mesmo riso.

            Talento incomoda. Giovanni Papini disse que “a inveja é a sombra obrigatória de todo gênio e de toda glória”. Se você possui algum talento, prepare-se para o confronto. A mediocridade é uma enfermidade da alma que atinge muita gente. Não são poucos os que estão com os olhos irritados diante do brilho que o talento tem. Provérbios 14.30 define a inveja como “a podridão dos ossos”.

            Talento atrofia. É preciso investimento. A tragédia de muitos talentosos ao longo da história foi sua acomodação. Guimarães Rosa disse que “o animal satisfeito, dorme”. É famosa a frase de Thomas Edison:“Talento é 1% inspiração e 99% transpiração”. Se não há investimento, preparação, crescimento, foco, disciplina, fatalmente haverá atrofia, retardo, perda de qualidade. É desperdício ter talento, mas não ter vontade.

            Talento exige cautela. É ferramenta. Não basta ser talentoso, é preciso ter caráter. Carisma sem caráter é mortal. A Bíblia conta a história de Sansão (Juízes 13-16), um homem talentoso, carismático, mas que não sabia dominar instintos e paixões. Ao invés de usar seu talento para livrar Israel dos filisteus, usou-o para conquistar filisteias! Focalizou o alvo enganoso. Usou a ferramenta certa no trabalho errado. Foi seduzido pela cultura, feriu-se na arma que usava. Terminou sua vida fazendo palhaçadas para divertimento dos filisteus (Jz. 16.25). Talentosos também pecam.

            Talento tem limite. Um talento é resultado de uma série de fatores como genética ou treinamento, enquanto que um dom espiritual é o resultado do poder do Espírito Santo. É bom lembrar que qualquer pessoa, cristã ou não, pode possuir um talento, mas apenas os cristãos possuem dons espirituais. Embora ambos, talentos e dons espirituais, devam ser usados para a glória de Deus e para edificação mútua, os dons espirituais possuem somente esse foco, enquanto que os talentos podem ser usados para objetivos não espirituais. Talento tem limite, enquanto os dons são potencialidades espirituais que nos capacitam a realizar obras que o talento não faz.
            
              Até mais...
              Alan Brizotti