segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

MINISTÉRIO DE LOUVOR E ADORAÇÃO IBNT

video
Esse é o ministério de louvor e adoração da IBNT, celebrando ao Senhor com muita alegria,prontos para novas experiências no congresso de adoração 2012  "indo além" ,

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Os vagabundos de Pinheirinho?



No último domingo, 22 de janeiro, uma área em São José dos Campos (SP) conhecida como “Pinheirinho” foi alvo de uma grande operação da Polícia Militar de São Paulo, que cumpriu um mandado de reintegração de posse, retirando 6 mil moradores do terreno. Durante a ação policial houve mortes, incluindo a de uma criança de três anos, que não foram noticiadas na imprensa, mas foram confirmadas pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São José dos Campos, Aristeu César Pinto Neto. O Pinheirinho, que tem mais de um milhão de metros quadrados, é uma das maiores ocupações urbanas da América Latina e é o centro de uma enorme disputa judicial. De um lado, figura Naji Nahas, dono do terreno, mega especulador financeiro que deve milhões aos cofres públicos, tendo sido preso na Operação Satiagraha, em 2008, por evasão de divisas e lavagem de dinheiro. De outro lado, 1.600 famílias que ocuparam a área há cerca de oito anos.
 
Não quero entrar no mérito sobre a ilegalidade das ações da polícia paulista em Pinheirinho. Não que elas não mereçam análise de mérito, mas a deixo a cargo daqueles que, com o cinismo característico, perdem-se num interminável complexo de Adão, que comeu a maçã por culpa de Eva, que a comeu por culpa da serpente. E a serpente... bem, a serpente são os outros. O soldado matou porque o coronel mandou. O coronel mandou porque o governador assim o requereu. E para o governador, que descumpriu uma ordem federal para que suspendesse a reintegração de posse, a culpa é da justiça.
 
Minha pequena nota dirige-se, então, especificamente a algumas observações que li nas redes sociais nos últimos dias sobre esse caso. Muitos comentaram que todos os moradores do Pinheirinho são “vagabundos e preguiçosos” por morarem em terreno “dos outros”, e, portanto, mereceram ser expulsos de lá, mesmo à bala. Fiquei pensando no seguinte: segundo dados recentes da ONU (The Chronic Poverty Report 2008-09), 1,2 bilhões de pessoas no mundo vivem abaixo da linha da pobreza, isto é, com menos de US$ 1,00 (um dólar) por dia para satisfazer todas as necessidades pessoais. Desse total, cerca de 1 bi (um bilhão) vive em favelas (UN-Habitat 2010), sendo que mais da metade está em áreas privadas sem regularização por parte do Estado, como é o caso do Pinheirinho. Ou seja, estamos falando em 500 milhões de “vagabundos e preguiçosos” ao redor do mundo que precisam ser expulsos de suas casas com urgência.
 
Outros comentários alegavam que os “vagabundos” desobedeceram à lei ao ocuparem um terreno privado. Não lhes culpo por acharem assim, mas talvez desconheçam que estamos aqui diante de uma colisão de normas do sistema jurídico. A propriedade privada merece, sim, a proteção constitucional e efetiva do Estado. Mas esta mesma Constituição estabelece como máxima que a propriedade urbana somente deve ser passível de proteção pelo Estado se atender à sua função social, o que não é o caso do Pinheirinho, cujo terreno é mantido unicamente como fruto de especulação financeira imobiliária. A ordem judicial paulista de reintegração de posse, além de desconsiderar esse princípio constitucional, descumpriu acordos internacionais firmados pelo Brasil em matéria de moradia. Alguns deles são: Declaração Universal dos Direitos Humanos (artigo 25); Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais (artigo 11); Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos (artigo 4, artigo 17); Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial (artigo 5, e, iii); Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra as Mulheres (artigo 14.2); Convenção dos Direitos das Crianças (artigo 27.3).
 
Deduzo que há nas entrelinhas de tais comentários, e, principalmente no senso comum dos brasileiros, uma falsa ideia de que o crescimento econômico faz/fará automaticamente, e por si só, com que desapareçam as favelas. Entretanto, se, como propaga o governo, dez milhões de pessoas deixaram a pobreza extrema no Brasil, outros vinte milhões ainda continuam à margem. Tudo num contexto em que é extremamente rarefeita a ligação de pessoas sem moradia com o acesso à saúde, à educação, ao trabalho digno. Defender a fundamentalidade transcendente do direito à moradia a essas pessoas é reconhecer, portanto, que a moradia traça uma linha divisória entre a pobreza e a miséria extrema, entre a vulnerabilidade e absoluta vulnerabilidade, de modo que um melhor acesso à segurança social requer de igual modo um melhor acesso à moradia.
 
Ver a questão do Pinheirinho e de outras comunidades, tais como “Dandara” em Belo Horizonte (MG), fora das lentes da justiça social é caminhar por um viés que privilegia um discurso monocromático, unilateral, indiferente a outras condicionantes, e que flerta com a assimetria do poder de polícia numa síntese da visão do mundo nietzchiana, que glorifica o poder e a força. Atitudes semelhantes às do Governo Paulista tornam o Brasil, tão avesso e carente de respostas globais a problemas coletivos, mais impermeável ainda às condicionantes históricas de pobreza, miséria, escravidão, pseudo-empregos, precário sistema de saúde, analfabetismo total e funcional e déficit de maturidade democrática de sua população. Quando se atenua a justiça, a democracia torna-se delgada. Onde seres humanos são mortos por defenderem seu abrigo, a liberdade perde a sua casa e a justiça é destinada a ser morta também.
 
__________
Áquila Mazzinghy é professor de Direito Internacional e Direitos Humanos.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

CONGRESSO DE LOUVOR E ADORAÇÃO 2012 EM TURMALINA



Participe conosco do Congresso de louvor e adoração em Turmalina, de 18 a 21 de fevereiro , com a participação do Pr. Josué França , Herbert Bastidas e Edna França.
Teremos a presença de caravanas da região , campeonato de futsal entre os congressistas, tarde de lazer, e workshops de dança e música. 
Traga sua igreja e junte se a nós para celebrarmos ao Senhor e aprendermos a IR ALÉM...

UMA IGREJA QUE VAI ALÉM , ESSE É O NOSSO DESAFIO !

INFORMAÇÕES SOBRE O CONGRESSO COM : PR . GERALDO PELO TELEFONE 38 9105 5456 E COM ADILSON 38 9161 9462 , EMAIL : adilsonibnt@hotmail.com.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Peide feliz na seita Universal que o Edir Macedo gosta!



Confesso que esfreguei meus os olhos, descrente do que lia. Depois fui buscar sinais de trollagem, hackeagem... no site do Macedão... Sei lá! Achei demais da conta, sô!

Meu! É isto mesmo?

O bispo da Universal está usando como metáfora para condenar a inação diante dos problemas o peido? É isto? “bispo” Renato diz:

Muito bem. Aqui vai o que eu gostaria que você fizesse de agora em diante: você vai tratar a dúvida como se fosse o pum do diabo. Todas as vezes que uma dúvida vier a sua mente, você vai reagir como se estivesse num quarto com o diabo e ele tivesse acabado de soltar um pum. Você vai fugir de lá — daquela dúvida — o mais rápido possível. A dúvida é uma das principais razões dos fracassos das pessoas. 

Está provado! O pessoal desta seita só tem fezes na cabeça! Quando o Edir Macedo disse ao Caio Fábio há quase uma década que ele dava ao povo a merda que o povo queria, ele não estava brincando não! A distribuição de bosta na Universal está cada dia mais literal. Que pena do povo que se alimenta por lá! Já comem a comida do diabo e não sabem! E vai lá conferir que tem muito mais cocô de onde saiu este aqui. Eu os estou poupando!


PS: Se ao ler os termos escatológicos aqui o santarrão se sentiu compelido a reclamar COMIGO nos comentários, vou te dar o conselho do “bispo” Renato: Vá cheirar o peido do capeta que eu não estou pra aturar chato hoje. A "cocô" é do Edir, não é meu! Diante do que andam fazendo com em nome de gizuz, a minha mente só pensa em chicote. 


Danilo Fernandes, já medicado,  para o Genizah.


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz1kCEUOCFN
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Amanhã pode ser muito tarde



No aniversário que nunca foi festejado , 
No abraço que não foi dado 
um aperto no peito 
por não saber do que você gostava,
que presente te alegrava,
poucas lembranças tuas tenho
de uma promessa feita 
que depois se  revelou tardia
um abraço que me foi dado 
em um dia que só agora descobri
te trouxe dor ,
dor por diversos motivos
por nunca entenderem  o que sentia
um pai sem saber porque o filho sorria
noites frias , confinado ao vício que te compreendia
dias sem sentido longe da esperança que talvez você nutria
mas quem pode saber o que se passava dentro do seu coração 
se nem  por quem eras ligado de alma 
de sangue e espírito
conseguistes amizade,empatia diante do que só você sentia
brincar , nunca brincamos , presentes poucas vezes nos demos
sorrisos , não me lembro do teu
hoje é tarde pra te abraçar
mas é assim mesmo , 
na caminhada muitos compromissos se revelam perdidos
porque o que poderia se adiado ocupou o lugar de pessoas tão importantes
importantes agora , ontem talvez fosse ,
mas não sabia que no amanhã talvez fosse tarde pra dizer que te amo 
pra Lázaro irmão de marta e maria houve ressurreição após quatro dias
já o outro Lázaro (o mendingo) foi levado ao seio de abraão , 
quem sabe o segundo Lázaro não poderia ser você , porque não?





DIA 20 DE JANEIRO É A DATA DO ANIVERSÁRIO DO MEU FALECIDO E AMADO PAI: OSVALDO GOMES PEREIRA









quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Religioso afirma que lencinho de Nossa Senhora protegerá fiéis de bomba atômica

Religioso afirma que lencinho de Nossa Senhora protegerá fiéis de bomba atômica
Na esteira das teorias que afirmam que o mundo vai acabar no ano de 2012, um movimento que se intitula como “católico, apostólico, romano e fiel ao papa” afirma que nesse ano, o planeta sofrerá um colapso com resultados devastadores para a humanidade por conta da chegada de Jesus Cristo à Terra.
O grupo católico, intitulado Salvai Almas, afirma ainda que, de acordo com o Apocalipse, em 2012 terá início a 3ª Guerra Mundial, com o lançamento de uma bomba atômica no Irã por Israel.
Para proteger seus fiéis contra os eventuais riscos químicos e biológicos dessa suposta guerra o Salvai Almas está distribuindo um lencinho que, segundo o movimento, poderia se usado contra gases tóxicos durante o apocalipse. De acordo com o G1 o movimento não orienta seus discípulos a se refugiarem em abrigos ou armazenarem alimento, mas apenas que eles estejam orando e confessando seus pecados a Deus no dia do juízo final.
O site do Salvai Almas lista uma série de outras propriedades que o lencinho teria:
Para a cura de qualquer tipo de doença, bastando para isto, aplicar o lenço na parte lesada, ou doente e rezando pedir a cura.
A casa que tiver este lenço, e também cada pessoa que o tiver, será protegida contra os males e as perseguições dos inimigos.
Será usado como máscara de proteção contra o ambiente poluído que se formará na terra, quando das tribulações que virão. Não haverá necessidade de outras máscaras contra gazes, etc.
Muitos lenços exalarão um perfume incomum, difícil de ser comparado, uma vez que é um perfume do Céu. Quando isto acontecer, a pessoa que tiver este lenço deverá contatar o Cláudio [criador do movimento], pois ela terá uma Missão especial!
O site aconselha ainda que o fiel dever “aspirar o lencinho pela manhã, antes de sair de casa para não contrair pestes.”
O Salvai Almas foi criado em 1997 por Cláudio Heckert em Porto Belo, Santa Catarina. Ele diz que vê Nossa Senhora, que lhe contou sobre o futuro trágico da humanidade e dos pecadores.
Fonte: Gospel+

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Kim, vocalista do Catedral, manda recado aos fanáticos religiosos: “Não desejamos vocês como fãs”


Do próprio Kim, no Facebook
Publicado no  Pavablog


Quando optamos pela “liberdade e pela qualidade” ao invés da “quantidade vazia” dentro do nosso trabalho fizemos de uma maneira consciente e definitiva! Pagamos até hoje um ônus por isso, mas valeu à pena, pois podemos dormir com as nossas consciências tranquilas!
Não há espaço para “fanáticos religiosos” dentro do nosso trabalho musical! Não fazemos música para essas pessoas, até porque elas NUNCA entenderiam a nossa música e a nossa postura artística! Por isso, um aviso educado a esses “fanáticos religiosos” que teimam ainda aparecer por aqui até hoje {e nem eu como psicólogo consigo entender o porquê disso, parece que estão presos a Banda por um profundo desamor doentio, gostam e odeiam ao mesmo tempo, por isso não conseguem compreender o que sentem, sei lá…}: na boa, aqui não é lugar para vocês… Não trabalhamos para vocês! Nem desejamos vocês como fãs! Entenderam? Obrigado…
Nunca negamos a nossa fé e em nenhum momento deixamos de falar de Deus no nosso trabalho! Apenas falamos de forma espontânea e de uma maneira poética, sincera, “totalmente livre”, “desobrigada” e principalmente sem os tais “rótulos artísticos”, “contratos e cachês” para isso! Nosso trabalho mexe com cultura e arte!
Não temos ministério, temos uma “carreira musical consolidada” há 23 anos! Não posamos de santinhos, até porque não somos e graças a Deus por isso! Somos apenas e tão somente humanos! Acertamos e erramos! E erramos mais que acertamos!
Com a nossa atitude de vanguarda feita em “99/2000” construímos um novo público com muita luta e esforço! Uma parte que NUNCA nos abandonou e que já tínhamos preparado bem antes com “canções postergadas” como O silêncio, Terra de Ninguém, Um Novo Tempo, Filhos de Caim, A revolução, O jardim e o Corpo, O sentido, Carpe Diem e tantas outras…. E uma nova parte dentro do Pop/Rock e MPB que sempre curtiu música de qualidade e que somou demais na formação desse “maravilhoso novo público Catedrático”! Público feito de pessoas que refletem!
No Brasil um público assim é de menor quantidade? Sabemos disso… Tudo bem, mas tem muita qualidade! Forma opinião! Tem consistência! E é exatamente isso o que nos importa! Fazer diferença positiva na música! Fazer boa música Para Todo Mundo com conteúdo, sempre! Ser a única Banda de Pop/Rock desse País que sempre foi, é e será contra as drogas! Levar mensagens relevantes sociais, falar de Amor da forma mais sublime possível! Poetizar a vida numa pintura musical ousada e única! Reinventar a cada trabalho realizado!
Deus conhece os nossos corações e os nossos objetivos! Isso nos basta! Nada mais importa…
Amamos o nosso público de todo coração! Sempre tentamos fazer o melhor para esse público que merece tudo e muito mais por todo carinho que sempre demonstrou ao nosso trabalho!
Nosso compromisso profissional é com esse nosso público maravilhoso “popular e gospel, gospel e popular”, de todas as tribos, raças, classes e etc., enfim, um público diferenciado! Seres humanos pensantes! Fora isso, não queremos e nem fazemos acordos com mais ninguém…

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Concurso Público: Banco do Brasil oferece vagas para Escriturário



banco do brasil 298x300 Concurso Público: Banco do Brasil oferece vagas para EscriturárioA remuneração é de R$ 1.408,00 mensais e gratificação semestral de 25%, paga mensalmente.

O Banco do Brasil  publicou edital para realização de Seleção Externa regional para formação de cadastro de reserva para provimento de vagas, no nível inicial da Carreira Administrativa, no cargo de Escriturário. As vagas do concurso Banco do Brasil são para dependências situadas nos Estados de Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais (exceto para as cidades constantes do Anexo I do Edital), Pará, São Paulo e Tocantins. A remuneração é de R$ 1.408,00 mensais e gratificação semestral de 25%, paga mensalmente.
Os interessados poderão se inscrever de 23 de janeiro a 14 de fevereiro de 2012, na página da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (www.cesgranrio.org.br).
Para os candidatos que não dispuserem de acesso à Internet, a FUNDAÇÃO CESGRANRIO disponibilizará, nos dias úteis, locais de inscrição credenciados com computadores entre 09 e 16 horas, horário oficial de Brasília, nos endereços constantes do Anexo IV do Edital.
O concurso estará sob a responsabilidade da FUNDAÇÃO CESGRANRIO e do BANCO DO BRASIL S.A e consistirá de duas etapas, a saber:
a) 1ª etapa – Avaliação de Conhecimentos, mediante a aplicação de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, sob a responsabilidade da FUNDAÇÃO CESGRANRIO.
b) 2ª etapa – Exames Médicos e Procedimentos Admissionais, de caráter eliminatório, sob a responsabilidade do BANCO DO BRASIL S.A.
Os candidatos classificados na 1ª etapa, observada a necessidade de provimento e a ordem de classificação, serão convocados para a realização da 2ª etapa – Exames Médicos e Procedimentos Admissionais.
As provas objetivas serão aplicadas no dia 25 de março de 2012 e os gabaritos serão distribuídos à imprensa, no primeiro dia útil seguinte ao de realização das mesmas, estando disponíveis, também, na página da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (www.cesgranrio.org.br).

Fonte: Portal Aranãs

CEMIG abre concurso para 322 vagas de leiturista



A CEMIG publicou Edital para realização de concurso público com a abertura de 322 vagas para Agente de Faturamento Motociclista.

Remuneração: Salário base de R$806,00 (oitocentos e seis reais) mais função acessória, por conduzir motocicleta, de 29,77% do salário base correspondente a R$240,00 (duzentos e quarenta reais).

Requisitos básicos: Ensino médio completo; Experiência mínima de 02 (dois) anos de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) Categoria A.
Para o exercício das atividades de Agente de Faturamento Motociclista, o candidato deverá ter idade mínima de 21 (vinte e um) anos.

Período e Procedimentos para Inscrição: via internet das 9 (nove) horas do dia 19 de março de 2012 às 19 (dezenove) horas do dia 17 de abril de 2012.

Provas : 20 de maio de 2012 de Língua Portuguesa, Matemática e Raciocínio Lógico.

Inscrições poderão ser feitas pelo site:
www.gestaodeconcurso.com.br/CEMIG.edital
BLOG BANU

sábado, 14 de janeiro de 2012

Ex-muçulmana é chicoteada na Somália por se converter ao cristianismo


Ex-muçulmana é chicoteada na Somália por se converter ao cristianismo
Uma mulher de 28 anos foi presa por extremistas islâmicos do grupo Al Shabbab por ter se convertido ao cristianismo. Após um mês presa em um campo-prisão do grupo islâmico ela foi chicoteada em praça pública antes de ser libertada.
Sofia Osman recebeu a punição de 40 chibatadas por acreditar em uma “religião estrangeira”. Depois do açoitamento amigos da mulher afirmaram: “Sofia foi chicoteada durante 3 horas, mas ela não disse para nós depois quais foram outras humilhações ela passou enquanto esteve presa”.
Uma testemunha ocular afirmou ao Compass que punição fez com que Sofia sangrasse muito e perdesse a consciência. Centenas de pessoas assistiram à punição recebida pela cristã.
“Após ser solta e receber a punição, ela estava sendo tratada em sua própria casa pelos seus familiares. Ela não estava conseguindo conversar com ninguém e parecia muito confusa”, disse uma fonte próxima da família que pediu: “Por favor, orem para que a sua recuperação seja rápida”.
Segundo o Portas Abertas Sofia é cristã há mais de quatro anos e fazia parte de uma igreja subterrânea que fica em uma região dominada pelo maior grupo extremista islâmico do país, o Al Shabbab.
Fonte: Gospel+

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Papa afirma que casamento gay é uma ameaça a humanidade e Jean Wyllys responde que Bento XVI é um assassino em potencial

Papa afirma que casamento gay é uma ameaça a humanidade e Jean Wyllys responde que Bento XVI é um assassino em potencial
O Papa Bento XVI disse em seu discurso de ano novo a diplomatas de quase 180 países que a união homossexual é um “tema crucial” e que ameaça a humanidade.
O pontífice não se referiu diretamente à união homossexual, porém afirmou de forma enfática que políticas que enfraquecem a família tradicional, formada por um homem e uma mulher, podem prejudicar a humanidade como um todo.
Falando sobre educação, Bento XVI afirmou que “ela  representa, portanto, uma tarefa de primeira importância nesse momento difícil e exigente. Além de um objetivo claro, de liderar os jovens a um conhecimento completo da realidade e, portanto, da verdade, a educação precisa de definições”.
Essa seria apenas uma introdução para o tema polêmico, envolvendo família e união tradicional: “Entre as definições, um lugar de destaque vai para a família, baseada no casamento entre um homem e uma mulher. Isso não é uma simples convenção social, mas sim a célula fundamental de cada sociedade. Consequentemente, políticas que minam a família ameaçam a dignidade humana, bem como seu futuro”, pontuou o Papa.
Os protestos de cristãos contra o casamento gay se estendem por vários países, e a Igreja Católica tem marcado posição contra as iniciativas que visam a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Um dos principais ativistas pró-família dos Estados Unidos, o arcebispo católico Timothy Dolan (que será consagrado cardeal pelo Papa Bento XVI), publicou uma carta aberta ao presidente Barack Obama, criticando-o por não ter apoiado uma proibição federal ao casamento gay, afirmando que a omissão dele poderia “precipitar um conflito nacional de enormes proporções entre a Igreja e o Estado”.
No Brasil, o deputado federal e ativista gay Jean Wyllys afirmou em seu perfil no Twitter que o Papa Bento XVI era um “genocida em potencial”, por sua postura contrária à união homossexual. “Bento XIV – o papa suspeito e acusado de ser simpático ao nazismo – disse que o casamento civil igualitário é uma ameaça à humanidade”, escreveu o deputado, que afirmou esperar “que os estados laicos do Ocidente não cedam à pressão” do líder católico.
Fonte: Gospel+

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

A sorte dos desgraçados

Ricardo Gondim
Não aguento mais ser pesado, medido, comparado, avaliado. No instante em que me puxaram de dentro da mamãe, começou: “Quantos centímetros?” “Qual peso?” “E a cor dos olhos?” “Com três meses, sentou?” “Já engatinha?” “Aprendeu a ler com que idade?” “Passou de ano?” “Tirou dez em álgebra?” “Sabe trigonometria?” “Domina quantos idiomas?” “Tem pós-doutorado em que áreas?”.
Fico a imaginar o constrangimento da vizinha que teve  filho com menos quilos ou com lábio leporino. Qual o peso nos ombros dos pais do menino com alguma anomalia genética? O que dizer para a menina de seios pequenos? O que pensar da enfermeira? – ela não chegou a ser médica! Por que Deus distribui seus dons sem critério?
Para mim, chega. Esse campeonato além de não ter nenhum vencedor, cansa. Desisto de chegar em primeiro lugar. Abro mão da primeira fila de cadeiras. Estou ficando velho para entrar em octógnos com gente de QI anabolizado.
Sinto-me parceiro de Álvaro de Campos no Poema em Linha Reta. Eu também ando farto de semideuses. Mas, vou além dele. Peço licença, quero sair. Não ambiciono o título de ungido. Não procuro a sorte dos biliardários. Abro mão das unanimidades. Não pretendo romper qualquer faixa de chegada. Os bravos que fiquem com suas medalhas penduradas no peito. Não quero ser dono de jato ou helicóptero. As autoridades que se atem com os protocolos do poder.
Assumo: a vida me escanteou para as margens – mas estou bem. Sinto-me crescentemente confortável na companhia dos reles. Acho que já posso ser bem vindo no jantar dos pecadores. Eu, “que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas”, agora me sinto à vontade entre proscritos.
Ponho-me a caminho dos esteticamente feios, dos pobres, dos discriminados, dos exilados, dos falidos. E nessa jornada, redescubro a inebriante verdade bíblica de que Deus preferiu fazer morada no acampamento do oprimido. Ele amava as mulheres menos amadas, e fez com que fossem as mais férteis. Para ele, os gigantes encarnavam o mal e os baixinhos eram gente “segundo o seu coração”.
Sucesso, felicidade, liberdade, não seriam a maldição de Mamon? Será que são mesmo desgraçados aqueles que a Fortuna, deusa sem alma, não brindou? Então, qual o consolo dos negros que morreram nos fétidos porões de transatlânticos? Que estavam sendo poupados da escravidão? Ou será que todas as divindades esqueceram deles? Estavam sós, mulheres queimadas sobre a madeira verde da Inquisição? Chamaremos de bastardos de Javé os soldados rasos que o gás de mostarda asfixiou nas trincheiras da Primeira Grande Guerra do século XX?
Todos os dias, milhões nascem destinados ao anonimato e milhões somem da vida marcados pela miséria. Os pobres se dissolvem em alguma cova rasa. Eles não terão memória. O tempo os esmigalhará em nada. A vida é dolorida, assombrosamente dolorida, para a maioria. Fala-se em compaixão. Palavra fútil. Não haverá compaixão enquanto não se descer do comboio do triunfo.
Levei enxovalhos. Qual foi o meu sofrimento diante da agonia das crianças de Darfur? Sofri olhares de soslaio. Chego a envergonhar-me de minhas aflições. A fotografia de um bairro do Haiti debocha de qualquer lamento meu. Contudo, os poucos e ridículos constrangimentos que rondaram a minha vida serviram para que eu desistisse de segurar o cabo-de-guerra dos bem sucedidos.
Sei que um dia, mais cedo ou mais tarde, todos chegaremos ao fim. Naquele dia, alcançaremos os perdedores. Seremos tão pobres quanto o mais pobre pária indiano, tão frágeis quanto as mais frágeis meninas nordestinas que se prostituem, tão solitários quanto o desterrado africano. E agradeceremos por Deus não dar as costas aos morimbundos. Melhor começar agora a considerar-se derradeiro e não cabeça, louco e não genial, pobre e não abastado.
Soli Deo Gloria

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

O Evangelho segundo o SexxxChurch


Crentes montam ministério virtual para combater a pornografia sem recorrer ao moralismo.

Por Marcelo Brasileiro
“Eu levo uma vida dupla. Sou pastor em período integral, mas na maior parte do tempo fico sozinho no escritório da igreja, baixando vídeos pornô na internet. Sinto-me simplesmente incapaz de conter isso”. A confissão, contundente em sua sinceridade, está na página virtual do ministério SexxxChurch (www.sexxxcurch.com), uma iniciativa que mistura muita originalidade, uma boa dose de ousadia e alguma polêmica. O site se propõe a socorrer almas perdidas no universo da pornografia, uma cadeia que a cada dia prende mais pessoas, inclusive crentes. Pelo menos um em cada dez evangélicos tem coragem de assumir problemas nesta área. Contudo, a quantidade deve ser bem maior, já que o receio dos efeitos de uma confissão perante a família e a igreja faz com que muitos prefiram ocultar o desvio de comportamento.
Mantido por uma equipe ligada à Igreja Projeto 242, uma comunidade evangélica que fica no centro da cidade de São Paulo, o SexxxChurch não foi feito para crentes, já que tinha uma proposta evangelística. Mas em pouco tempo percebeu-se que a demanda principal estava situada do lado oposto da trincheira. “A maioria dos e-mails que recebíamos eram de pessoas que se identificavam como cristãos, membros de igrejas ou líderes, e que tinham enormes problemas com o vício da pornografia”, relata João Mossadihj, 25 anos, conhecido como Jota, um dos idealizadores da página deste ministério evangélico nada ortodoxo.
Em pouco tempo, a idéia transcendeu o ambiente virtual. Praticamente todo fim de semana, o grupo da 242 visita alguma igreja com o projeto Pornix, voltado a palestras sobre sexualidade e pornografia. A procura pelo serviço é grande, o que demonstra a extensão do problema nos arraiais evangélicos. Mas o ministério também costuma evangelizar em regiões como a da Rua Augusta, no centro da capital paulista, conhecido reduto de prostíbulos. SexxxChurch também marca presença na Parada Gay, ostentando camisetas com dizeres como “Jesus ama os atores pornôs”. Numa demonstração prática do conselho de Paulo, que recomendou que os cristãos fizessem de tudo para, de alguma forma, ganhar alguns, a equipe já faz planos para alugar um estande na Erótika Fair, feira especializada do mercado erótico que acontece em outubro em São Paulo. O evento é uma prova do gigantismo de um setor que movimenta cerca de 500 milhões de reais ao ano apenas no Brasil – no mundo, são 60 bilhões de dólares anuais. “Vamos distribuir bíblias estilizadas durante a feira”, planeja Jota.
Mas é mesmo no mundo virtual que o SexxxChurch alcança números estratosféricos. Segundo Jota, são 600 mil acessos mensais e duzentos e-mails por dia. As mensagens são enviadas por gente nas mais diversas situações – algumas fazem confissões das mais indecorosas possíveis. No entanto, apenas 10% das mensagens são respondidas, contabiliza a psicóloga Sâmara Gabriela Baggio, 28, que acompanha boa parte desses casos. “Nós ouvimos e estabelecemos metas para a recuperação. Mas, para isso, é preciso que o viciado esteja realmente arrependido”, destaca a terapeuta. Para ela, não há limite seguro para o consumo de pornografia. “A partir do momento que uma pessoa entra em contato com isso, as imagens recebidas ou geradas na mente alimentam fantasias. Não demorará muito para que se tente colocar em prática tudo o que foi visto e fantasiado”, opina.
 
Dízimo e revistas pornô – O ministério direcionado a quem se sente escravo da pornografia foi inspirado no trabalho do pastor norte-americano Craig Gross, de 32 anos. Sua trajetória é semelhante à de boa parte das pessoas que ele decidiu ajudar. Craig era um jovem cristão que dividia seu dinheiro entre os dízimos e ofertas na igreja e as revistas pornográficas nas bancas. Ordenado pela igreja East Side Christian, em Fullerton, na Califórnia, ele criou a XXXChurch em 2002. A diferença entre ele e muitos outros pastores que sacodem suas bíblias no ar, esbravejando contra toda forma de imoralidade, está justamente no seu modus operandi. Craig, que se autodenomina “pornopastor”, abomina as abordagens moralistas, que já prenunciaram a queda de populares televangelistas de seu país. É amigo do americano Ron Jeremy Hyatt, que vem a ser o principal ator e diretor de filmes pornô do mundo, com quem divide as bancadas de auditórios e igrejas para debates muitas vezes acalorados.
Alheio às críticas que costuma receber de muitos setores da Igreja Evangélica, sobretudo por conta de alguns conteúdos mais apimentados veiculados no site, Craig caminha com desenvoltura pelo submundo da pornografia. Dirige uma van estilizada com adesivos e adereços que lembram uma propaganda de site pornográfico. O “Porn Mobile”, como é chamado o veículo, já gerou até tumulto ao ser estacionado em frente a uma igreja evangélica. “A pornografia está conduzindo muita gente a um beco sem saída”, costuma dizer em suas pregações.
“Desde que conheci o trabalho de Craig Gross, fiquei empolgado e tentei contagiar o pessoal da igreja”, relata o pastor Sandro Ricardo Baggio, 40. Ministro ordenado pela Igreja do Evangelho Quadrangular, ele coordena o Projeto 242. Baggio animou-se com a possibilidade de falar sobre sexualidade na igreja, onde o tema normalmente é deixado de lado. “Já fazíamos isso em nossa comunidade local, mas não via ninguém falando sobre temas assim nas igrejas”, conta.
Dos planos à ação foi um pulo. No ambiente alternativo do Projeto 242 – uma congregação que reúne músicos, grafiteiros, designers e gente que faz da criatividade um veículo para a disseminação do Evangelho –, a idéia germinou depressa. “A curiosidade existe e faz parte do ser humano. Em algum momento da vida, toda pessoa se torna curiosa em relação ao sexo”, comenta Baggio. “Quando essa demanda não é atendida na família e na igreja, a informação acaba vindo de outros lugares. É aí que se abrem as portas à pornografia.” Ele conta que já aconselhou muitos casais crentes com problemas conjugais devido ao vício de um dos cônjuges, ou de ambos, em material pornográfico. “Alguns até se separaram”, lamenta.
 
Big Brother do bem – Um dos serviços disponibilizados aos usuários é um programa de computador chamado X3Watch, disponível para downloadgratuito. “É um software que possibilita a qualquer um – o cônjuge, o amigo ou até o pastor – fazer o cadastro de uma pessoa próxima, passando a receber um e-mail com um relatório mensal sobre os sites que foram acessados por ela”, explica o pastor. A idéia, que poderia até chocar muita gente, é uma espécie de Big Brother do bem, possibilitando um acompanhamento do viciado, ajudando-o a superar a dependência da pornografia. “Isso ajuda no processo de  fuga dessa compulsão Um dos passos fundamentais do processo é justamente admitir a fraqueza”, comenta Baggio.
Reconhecer o gosto pela pornografia é justamente o maior drama para quem freqüenta uma igreja evangélica. “Por não se falar sobre sexualidade, a igreja torna-se num lugar de intolerância. As pessoas preferem esconder suas dificuldades ao invés de procurar ajuda”, analisa o pastor. De acordo com Sâmara, o perfil dos internautas que enviam perguntas e pedem ajuda é de jovens evangélicos, com idade de 15 a 30 anos. “São pessoas que alimentaram, desde muito tempo, o vício da masturbação e do envolvimento com material pornográfico como filmes, contos eróticos, revistas e sites pornôs”, explica.
Quando a situação está fora de controle, é comum que a conversa saia do computador e vá para o divã. “A maioria dos casos atendidos gira em torno de lutas na esfera homossexual e da conduta cristã”, conta a psicóloga. Ela diz ainda que muitas pessoas justificam suas ações e inclinações pela pornografia devido a problemas no passado – principalmente, episódios de abuso sexual infantil. “Mas é preciso deixar as justificativas de lado e caminhar na direção da libertação.” Para ela, os efeitos da pornografia são devastadores, com reflexos no ambiente de trabalho, na vida social e nos relacionamentos pessoais. “Nos casos mais graves, pode-se chegar a extremos, como a prática de crimes sexuais como a pedofilia”, alerta.
 
 
Abalos no púlpito
Nos anos 1980, ele era considerado um paladino da moral e dos bons costumes. O pastor Jimmy Swaggart, um dos mais importantes televangelistas americanos, fazia de seus programas, transmitidos para mais de 40 países – inclusive o Brasil –, uma verdadeira trincheira na luta contra a carnalidade. Pregador eloqüente e carismático, Swaggart reunia famílias inteiras diante da TV e era crítico contundente da pornografia. Ironicamente, caiu justamente por causa dela, num episódio rumoroso envolvendo prostitutas e uma disputa pessoal com o também pregador televisivo Jimmy Baker. Proprietário do canal de televisão PTL (Pray the Lord), com 12 milhões de telespectadores apenas nos Estados Unidos, Baker acabou se tornando um rival de Swaggart. Tudo ruiu quando fotos suas, acompanhado de garotas de programa, chegaram à imprensa. Na época, atribui-se o vazamento das imagens a Swaggart.
O troco não demorou. Um detetive particular contratado por Bakker não teve muito trabalho para fotografar Swaggart diante de um motel, com o carro cheio de prostitutas. Sem saída, ele confessou que pagava para que elas fizessem strip-tease para ele. Perdoado pela mulher, Francis, ele foi à tevê, chorou e confessou-se arrependido pelo ato. Contudo, sua reputação e ministério foram irremediavelmente abalados.
No fim de 2006, outro escândalo sexual abalou a Igreja Evangélica dos Estados Unidos. Eleito pela revista Time como um dos 25 principais líderes cristãos do país, Ted Haggard admitiu consumir material pornográfico e o envolvimento sexual com um garoto de programa, que o denunciara publicamente. O caso provocou maior espanto porque Haggard era uma das principais vozes contra o homossexualismo.
Quem recentemente também admitiu problemas com o chamado mercado de “conteúdo adulto” foi o pastor australiano Mike Guglielmucci, do ministério Hillsong. Ele confessou, após dois anos declarando-se vítima de um câncer terminal – chegou até mesmo cantar com o auxilio de um tubo de oxigênio –, que sua única doença era o vício em pornografia. A farsa gerou um tremendo mal-estar no badalado grupo de louvor australiano. “Eu sou assim, viciado nesta coisa. Ela consome minha mente”, disse, em entrevista a um canal de tevê.   

A REDE GLOBO, A BABILÔNIA E A PÉRSIA

A história da Babilônia remonta os tempos mais antigos da história humana. Foi ali, na Babilônia, que os homens decidiram construir uma torre com o propósito de se tornarem famosos (Gn 11.4). Eles só não concluíram a torre porque Deus agiu e, confundindo-lhes a língua, dispersou-os por toda a terra. Mas nem todas as pessoas se mudaram da Babilônia. Durante anos, décadas e séculos a cidade da Babilônia permaneceu ativa na Mesopotâmia, influenciando e sendo influenciada pelas culturas e religiões dos povos à sua volta. Babilônia, como o próprio nome indica, tornou-se o “portão dos deuses”: um lugar aberto a tudo e a todos, onde proliferavam os mais diversos cultos, religiões, idolatrias, práticas de adivinhação, e também festas, bebedices, imoralidades e comércios de todo tipo.
No ano de 586 a.C., o Reino de Judá foi derrotado e conquistado pela Babilônia. Com o propósito de enfraquecer a identidade dos povos conquistados, os babilônios arrancavam as pessoas de sua terra natal e as enviavam para o exílio, espalhando-as e misturando-as com outros povos. Era uma estratégia de guerra e conquista que tinha a intenção de fazer com que os povos conquistados não mais levantassem a bandeira de sua terra natal, de seus costumes, de sua religião e de seus princípios, mas antes fossem engolidos e assimilados por outros povos, culturas e religiões. Foi isso que os babilônios tentaram fazer com os judeus ao arrancarem-nos da Palestina e de Jerusalém. A intenção era fazer com que os judeus assimilassem e fossem assimilados pela cultura babilônica.
O tempo passou (aproximadamente 70 anos, contados a partir da queda de Jerusalém) e o império babilônico se desfez. Diversos problemas internos e revoltas externas catapultaram a dissolução do império. Internamente, havia disputas de poder; e, externamente, os povos decidiram que não mais se deixariam assimilar pela cultura babilônica. Eles não queriam se perder naquela cultura, antes, preferiam manter a própria identidade cultural e religiosa. O povo Judeu era um desses tantos grupos que decidiu se opor à assimilação e manter a própria identidade.
Com a queda do império babilônico e da sua malfadada tentativa de descaracterizar os povos, a Pérsia assumiu o cenário internacional. Ao invés de tentarem destruir a identidade dos povos com o propósito de enfraquecê-los e conquistá-los, os persas decidiram resgatar a identidade dos povos a fim de fortalecê-los e tê-los como aliados. Por essa razão, Ciro escreveu um decreto permitindo e encorajando a volta de todos os judeus para a Palestina. Ele inclusive patrocinou a reconstrução do templo em Jerusalém, pedindo aos judeus que orassem por ele. Não que Ciro tivesse se convertido ao Deus do Céu. Ele não pensava religiosamente, mas sim politicamente. Ele queria ter aliados políticos a fim de manter o seu império. Enquanto Ciro pensava a partir da perspectiva política, o povo Judeu pensava a partir da perspectiva divina. Para eles, não importava se Ciro queria alcançar favores políticos, mas, sim, que Deus o estava usando para que o Templo fosse reconstruído, o fogo do altar fosse reaceso, a adoração fosse restaurada e o povo judeu pudesse reafirmar a sua identidade como povo de Deus. Portanto, ao invés de levantarem a voz contra Ciro, eles decidiram agradecer e adorar a Deus pela porta que havia sido aberta.
A igreja evangélica brasileira passa por um momento parecido. Se antes, havia uma tentativa de desacreditar e descaracterizar a igreja evangélica por meio de caricaturizações, hoje existe uma tentativa de aproximação dos evangélicos. A Rede Globo, por exemplo, que é uma empresa de comunicação plenamente comercial, tem se aproximado dos evangélicos. Ela faz isso não porque tenha se convertido a Jesus, mas, sim, porque reconheceu que os evangélicos se tornaram numerosos no país, e, consequentemente, uma força consumidora. Portanto, ao invés de manter uma ofensiva contra os evangélicos, a Rede Globo decidiu encorajar e patrocinar cultos com o propósito de conseguir ganhos de audiência. Enquanto a Rede Globo pensa a partir da perspectiva comercial, a igreja evangélica precisa pensar a partir da perspectiva divina. Se Deus usou Ciro para que o culto no Templo de Jerusalém fosse restabelecido, será que Ele não teria poder para usar a Rede Globo para que a mensagem do evangelho seja proclamada, o nome de Jesus seja levantado e a identidade da igreja seja reafirmada? Ainda que muitos possam duvidar, Deus continua tendo todo o poder! Portanto, ao invés de levantarmos a voz contra Ciro, que tal agradecermos e adorarmos ao Senhor por essa porta que foi aberta!?
Gustavo Bessa

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Agora é oficial! André Valadão vem a Capelinha!



No dia 25 de fevereiro, a Cidade de Capelinha vai receber o cantor gospel: André Valadão, na festa de comemoração do aniversário da Cidade, que é no dia 24.  

 A principio surgiu a hipótese de trazer o cantor Kleber Lucas, (Chegamos até a divulgar no blog, essa possibilidade) mas devido falta de disponibilidade na agenda do cantor, a comissão organizadora conseguiu fechar com o cantor mineiro André Valadão.


André Valadão fez parte do Ministério de Louvor Diante do Trono, liderado por sua irmã Ana Paula Valadão, na Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte. O cantor é destaque no mundo gospel, já recebeu o prêmio Troféu Talento em diversas categorias e também foi já Foi indicado algumas vezes ao Grammy Latino.

As informações completas, como local do evento e toda programação serão divulgadas aqui no blog. Fique atento!

Aléquison 
fonte: www.capelinha.net 

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Qual é o segredo da Igreja Mundial?


Johnny Bernardo
A Igreja Mundial do Poder de Deus completará, em março de 2012, 14 anos de existência. De um grupo de 16 fieis, em pouco tempo a IMPD se transformou em uma multinacional da fé, com igrejas em quase todas as cidades do Brasil e em pelo menos treze outros países, dentre os quais Estados Unidos, Suíça, África do Sul, Filipinas e Japão.
Fundada em 1998 pelo ex-bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Valdomiro Santiago, a IMPD possui hoje um vasto império, que conta com emissoras de rádio, TV a cabo, jornais e revistas. Seu maior investimento, entretanto, foi batizado de “Cidade Mundial” – uma área de 240 mil metros quadrados, localizada em Guarulhos, Grande São Paulo, e que conta com um galpão com capacidade para 100 mil pessoas sentadas. Para receber os visitantes, foi desenvolvida uma ampla estrutura que conta com um restaurante, hotel e lojas de conveniências.
Concebida como um local de concentração de fieis, a “Cidade Mundial” é um protótipo para outras cidades a serem instaladas em locais estratégicos do Brasil e exterior. Além da de Guarulhos, outra esta sendo erguida no Setor 66, Goiânia, Goiás e terá capacidade para 12 mil pessoas. Quase que ao mesmo tempo, a IMPD esta construindo um mega-templo que abrigará a sede do setor de Santo Amaro e que também poderá ser usada como ponto de encontro de obreiros e realização de vigílias.
Como uma igreja de 16 membros se transformou em uma organização com tamanha dimensão? E o mais importante: como conseguiu fundos para sustentar semelhante crescimento? É o que perguntam os estudiosos do movimento. Com pouco mais de 100 anos de existência, a Assembleia de Deus ainda não conseguiu desenvolver um programa significativo na área de comunicação de massa.
Apesar do crescimento financeiro e estrutural das igrejas neopentecostais, não se pode falar em número de membros. O principal motivo é que as igrejas neopentecostais, e a IMPD é um exemplo, não possui rol de membros e as pessoas que para seus templos convergem partilham outras confissões de fé. O que não se pode negar, entretanto, é a sua capacidade de alcance, sua estratégia de crescimento que envolve métodos de marketing e sugestões psicológicas.
Das igrejas neopentecostais brasileiras, a IMPD é a que mais vem despertando atenção por parte da mídia e do meio acadêmico em geral. Quais são os seus segredos? De que maneira ela se distingue de outras igrejas concorrentes? Para compreendermos tal dimensão religiosa, é preciso voltar ao princípio, compreender de que maneira o bispo Valdomiro Santiago organizou seu pequeno império.
Março de 1998
No pequeno salão da Rua São Paulo, na interiorana Sorocaba, o ex-bispo da Igreja Universal do Reino de Deus dava inicio ao seu próprio grupo religioso. Era o mês de março. Pelo menos 16 pessoas participavam da primeira reunião da que seria a Igreja Mundial do Poder de Deus. Um sonho que começou com 16 fieis – ressalta a revista Mundial Sem Limites, ano V, setembro de 2011. A revista exibe fotos dos primeiros fieis, relatos dos que foram testemunhas oculares do surgimento da IMPD. Dona Rhute, uma das pioneiras da igreja, mostra um folheto que o ministério usava para evangelizar. O folheto, cujo título “Meu projeto de prosperidade”, dava os primeiros sinais de quais seriam as estratégias usadas pela nova igreja. A cura “milagrosa” de enfermos também já era uma realidade e seria o combustível para a expansão da IMPD.
Tamanho foi o impacto das campanhas milagrosas da Igreja Mundial, que em apenas dez anos já contava com mais de 1.000 igrejas no Brasil e exterior. De Sorocaba a sede se estabeleceu na Rua Camaleão, 439, Brás, São Paulo, num galpão com capacidade para mais de dez mil pessoas. Devido à proximidade com residências e as más condições técnicas do galpão, a IMPD enfrentou processos judiciais e teve seu templo fechado por várias vezes entre 2009 e 2011. Apesar de algumas dificuldades, a IMPD continua crescendo por todo o Brasil e o mundo. Fruto das arrecadações, Valdomiro e sua mulher exibem um estilo de vida diferente do de 13 anos atrás.

O homem que gosta de cultivar a fama de matuto mora em um condomínio de luxo em Barueri, na Grande São Paulo, e tem na garagem três carros importados blindados – uma Land Rover, um Toyota e um Peugeot. Motoristas e seguranças particulares estão sempre à sua disposição. Helicópteros e um jato particular também. A Igreja Mundial, por sua vez, tem inaugurado um novo templo por semana e honra, mensalmente, uma despesa em torno de R$ 40 milhões, revela Rodrigo Cardoso e João Loes na matéria “O homem que multiplica fieis”. [1]
O “sucesso” de Valdomiro se deve a uma série de fatores, como sua experiência como bispo e homem de confiança da Igreja Universal do Reino de Deus, sua ênfase em “cura divina” e Teologia da Prosperidade. Outra receita é o seu investimento maciço em meios de comunicação de massa, herança de sua experiência como apresentador de programas da IURD na Rede Record. Sua presença na mídia televisiva passou a ser uma realidade a partir de 2008, quando aluga 22 horas da Rede 21, propriedade do Grupo Bandeirantes. Um ano depois adquire espaço no horário nobre da Rede TV, e em 2011 assumiria o espaço antes cedido ao programa Vitória em Cristo, exibido nas madrugas de sábado na Band. Na CNT, um novo episódio: paga mais e tira do ar seu concorrente, o missionário R.R. Soares.
Problemas
O “sucesso” da Igreja Mundial do Poder de Deus seria completo não fosse alguns problemas, como a crise envolvendo seu templo do Brás com a Prefeitura de São Paulo, a dissidência de bispos, denúncias de lavagem de dinheiro e a suspeita de envolvimento (de alguns bispos) com o narcotráfico. A suspeita ganhou força com a prisão, em março de 2010, de três bispos da IMPD que ao retornar de Corumbá (MS) foram surpreendidos por uma operação da Polícia Rodoviária Federal. Abordados na cidade de Mirandia (MS), foram encontradas sete armas de fogo, de fabricação norteamericana, num fundo falso das portas dianteira e traseira de um veiculo que dois dos três bispos conduziam. Um terceiro bispo seria preso horas depois, em sua residência no bairro Nova Bandeirantes. O destino da quadrilha seria Niterói (RJ), de onde as armas seriam distribuídas para traficantes da região. Questionado, Valdomiro Santiago disse não "conhecer os envolvidos."
Nota

1. ISTOÉ, edição 2151, janeiro de 2011

Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz1iOPMJ9kl
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Um Novo Ser para um Mesmo Ano



Carlos Moreira

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos”. Fernando Pessoa
Coisa extremamente perversa é a rotina, o tédio, a mesmice, a acomodação. Não há nada mais destrutivo ao espírito humano do que alguém que virou coadjuvante da história, e não seu ator principal, passou a seguir mapas, e não a fazer mapas, satisfez-se em atingir a média, tornar-se igual, massificado, não-singular, cópia da cópia, rosto na multidão, clone de outros, holograma de carne e sangue. Esquecemos as lições do filósofo Eurípedes, quando afirmou “tudo é mudança; tudo cede o seu lugar e desaparece”.
Todos me dizem que esperam um ano de 2012 melhor. Que haja menos dificuldades, menos inquietações, que as oportunidades perdidas, reapareçam, que os amores desfeitos, ressurjam, que os negócios não concretizados, possam novamente se realizar, que o dinheiro perdido, retorne, algo como se o tempo tivesse seu próprio “espírito”, sua própria vontade, seu próprio querer.
Ora, não é o tempo que vai mudar, não é o ano que vai ser diferente, mas, se desejarem, as pessoas é que poderão ser. As dinâmicas da vida permanecerão as mesmas. Cada estação se abrirá em flores e se recolherá em sombras. Por isso, diz o sábio: “o que foi tornará a ser, o que foi feito se fará novamente; não há nada novo debaixo do sol”. Ec. 1:9. A vida certamente nos brindará com dores, perdas, medos, dramas, todos os matizes dos quais a existência se compõe neste grande crochê que emoldura a saga humana sobre o chão empoeirado da Terra.
“Quando os ventos de mudança sopram, umas pessoas levantam barreiras, outras constroem moinhos de vento”. Érico Veríssimo. Fico impressionado com nossa resistência a mudança, ao novo, àquilo que é inusitado, desafiador! É que nós nos acostumamos com o conforto, com a palidez de dias acinzentados, com a existência que se resumiu entre a boca e o prato – comer para trabalhar e trabalhar para comer.
Em 2012 quero lhe desafiar a mudar, ser diferente, ser persistente, ser gente! “Se os fatos não se encaixam na teoria, modifique os fatos”. Albert Einstein. Aprenda a discernir o tempo, veja o que acontece em nossa sociedade. Desgraçadamente, estamos nos coisificando, tornando-nos lenta e sutilmente seres de coração de pedra e sentimentos de aço. Passamos a amar as coisas e usar as pessoas! É tempo de mudar!    
Com toda certeza, 2012 não será diferente de 2011. Como bem nos chama a atenção o livro do Apocalipse, “continue o injusto a praticar injustiça; continue o imundo na imundícia; continue o justo a praticar justiça; e continue o santo a santificar-se". Por isso, escute o que sabiamente afirmou Elliot Gould: “ninguém pode ser escravo de sua identidade: quando surge uma possibilidade de mudança, é preciso mudar!”.
Feliz 2012 para você! Que este seja o ano da sua virada, pois, a virada do ano, em si mesma, não vai representar qualquer tipo de mudança... Lembre-se do que disse Kant “toda reforma interior e toda mudança para melhor dependem exclusivamente da aplicação do nosso próprio esforço”.

Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz1iIdvOJws
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

Lula recorre à tratamento espírita na sua luta contra o cancêr.

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, na coluna RADAR da revista Veja, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esta se submetendo a um tratamento mediúnico em sua luta contra o câncer em sua laringe. O nome do médium não foi divulgado. 
No “plano da existência física”, Lula está se tratando um dos melhores hospitais do país, o Sírio-Libanês, em São Paulo, onde Lula já se submeteu a três sessões de quimioterapia e inicia no dia 4 de janeiro as aplicações de radioterapia que devem durar até 7 semanas
Recentemente, fui informado que Lula recebeu a visita de um pastor batista, o qual pediu sigilo do fato. 
Como sabemos, o presidente nutre amizade pública com pelo menos dois padres, além de Frei Beto.
Segundo a jornalista e pastora Cassandra Rios: "Ou seja, Lula está “fechando todos os 4 cantos e mais uns de lambuja”. Quem acha que pode censurá-lo no seu ecumenismo que o faça!  Mas se fosse comigo, até para o Buda eu acendia vela..."
No começo do tratamento, muitos na internet integraram um movimento, de gosto duvidoso, para que Lula, como qualquer mortal, buscasse tratamento no SUS. O repórter Argamenon Mendes Pedreira comentou o caso: "Quanta bobagem! Como sabemos, Lula não é um simples mortal! Portanto, a gentalha que se enxergue! Se eu fosse o Lula tinha ido era para os Estados Unidos! Mas não! O presidente foi “dar moral” para o sistema de saúde privado nacional e deu no que deu: Ouviu muita besteira! "
Desejamos o melhor para ele e que ele vença esta batalha!